Sercomtel, base para pólo de tecnologia em Londrina

Até o final do ano deve estar concluída a desestatização da Sercomtel Telecomunicações, que tem matriz em Londrina. Há alguns dias foi assinada a transferência do controle acionário para a empresa Bordeaux MultiEstratégias Fundo de Investimento em Participações.

O ex-Ministro das Telecomunicações, Hélio Costa, agora na Bordeaux, diz que “estamos vivendo um momento de transição muito importante, em que as telecomunicações são cada vez mais essenciais, como vemos na pandemia. Para que uma empresa seja bem-sucedida, ela deve estar em uma região onde seja reconhecida, como é o caso da Sercomtel, que tem ótimas condições para se expandir, especialmente no setor de banda larga. Os investidores estão dispostos a modernizar a empresa e fazer uma grande experiência, consolidando Londrina como cidade inteligente”.

Já o investidor Nelson Tanure, diretor da Bordeaux, declarou, durante o evento da transferência do controle acionário, estar ciente da responsabilidade assumida com a obtenção do controle acionário da companhia. O aporte mínimo da empresa será de  R$ 130 milhões, dos quais R$ 50 milhões devem ser pagos de forma adiantada, enquanto outros R$ 80 milhões serão usados conforme a necessidade de caixa da operadora.  Outro representante da Bordeaux, o consultor Márcio Tiago Arruda, explicou que a sede da empresa permanecerá em Londrina: “O fundo tem planos de crescimento e expansão para a Sercomtel. A empresa é um ativo da cidade e sua sede permanecerá aqui. Esse investimento vai privilegiar o estado do Paraná”, garantiu.

O prefeito Marcelo Belinati, que participou da cerimônia através de uma plataforma de comunicação digital, salientou o alto potencial de crescimento da empresa. “Eu acredito demais na Sercomtel. Nós trabalhamos muito para viabilizar novamente a empresa e, com esse investimento e alguns ajustes que poderão ser feitos no modelo privado, a Sercomtel voltará a se expandir. Agradecemos demais aos investidores pela confiança, essa empresa é um orgulho para nós e dará muito retorno para os acionistas e também para os cidadãos, sob a forma de empregos e investimentos na cidade’, disse Marcelo, que lembrou que Londrina é sede do Arranjo Produtivo de Telecomunicações, como pólo nacional de tecnologia.

Please complete the required fields.
Digite seu nome, e-mail e a informação abaixo.