Vai ter bolo nos 33 anos de Campo Bonito

Vai ter bolo nos 33 anos de Campo Bonito
Foto – DIVULGAÇÃO

Campo Bonito vai comemorar 33 anos de emancipação no dia 31 de outubro. O prefeito Antonio Carlos Dominiak (Toninho) e a Câmara de vereadores elaboraram extensa programação festiva, que começou, na verdade, no dia 20, com a realização do VII Caminhos de João Maria e o Baile da Terceira Idade, seguindo-se no dia 24 com a 1ª. noite do III Festcampo. No dia 25, tem prosseguimento a III Festcampo. No dia 26, às 19 hs, grande final da III Festcampo e às 23 hs baile com a banda Fascinyus. No dia 28 teremos Mostra de Trabalho na escola Lauro Muniz, CMEIs Terezinha Foschera e São Francisco.  No dia 29, entrega de CDIs na escola Lauro Muniz. No dia 30, mostra de poesia na escola Lauro Muniz. No dia 31 às 9 hs, feira do agricultor no bairro São Francisco, às 14 hs rua do Lazer no mesmo bairro e às 19 hs, ali mesmo, distribuição do bolo alusivo aos 33 anos.  

História

Texto da Prefeitura

Em 1809, o célebre sertanista Diogo Pinto de Azevedo Portugal, comandando trezentas pessoas, partiu de Curitiba com destino aos Campos de Guarapuava a serviço do povoamento, por ato do governador Geral de São Paulo. Várias outras expedições surgiram de Diogo Pinto. Todas com o fim de explorar a região onde surgiu mais tarde a cidade de Laranjeiras do Sul, fundada a Colônia Militar do Iguaçu, em 1886, já existindo na região diversos colonos descendentes de ingleses, italianos, espanhóis e paraguaios. De qualquer maneira coube a Guarapuava, seus desbravadores e conquistadores, a missão de entrar no sertão e iniciar o povoamento de Laranjeiras do Sul. Precisamente em 1924 chegaram a Campo Bonito os primeiros desbravadores integrantes da tropa de soldados que vinham do Rio Grande do Sul com destino a Foz do Iguaçu. Faziam parte desta tropa os senhores; Pompílio Neris Gonçalves, Glorocindo D`Avila, Otávio Laurentino de Ávila e Djalma Laurentino Gonçalves que são tidos como pioneiro do município de Campo Bonito. Mais tarde descobriu-se que na área do atual município, na localidade de Santa Maria, já residia Roque José de Oliveira. A partir daí chegaram novos moradores destacando-se as famílias Magalhães Americano e Betim.

O município foi fundado em 30 de outubro de 1986, desmembrado de Guaraniaçu.

Produção, atrações

Campo Bonito, conforme o Ipardes, produz muita soja em 24.500 hectares, milho em 5.400, feijão em 1.380 e trigo em 7.790. Uma das culturas permanentes importante é a da erva-mate, em 17 hectares. Há importantes criações de frangos, bovinos, suínos e ovinos.

O município tem potencialidades para ser incluído na rota do Turismo Paranaense, como belas cachoeiras, as romarias a Nossa Senhora da Salete em Sertãozinho e Nossa Senhora Aparecida em Santa Maria, a capela Santa Ana nok belledelli, a gruta Nossa Senhora de Lurdes em Alto Canela, o olho dágua João Maria, a festa de São Sebastião, o padroeiro da cidade. Destaque-se que Campo Bonito foi passagem do antigo e famoso Caminho do Peabiru.

As cachoeiras são as Santana, do Moinho Velho e do Sbaraini, o salto é o Bandeira. E há duas reservas particulares do Patrimônio Natural, que são a Estância Primavera e a Estância Hermínio e Maria.

Please complete the required fields.
Digite seu nome, e-mail e a informação abaixo.